Diferença de mau e mal: Aprenda a usar corretamente

Uma das dúvidas acerca da língua portuguesa mais comum entre as pessoas é a diferença de mau e mal. Afinal, quando devemos utilizar mau com U e quando devemos utilizar mal com L? Essa é uma das perguntas que responderemos nesse texto.

Saber a diferença dessas duas palavras, por mais que as duas estejam corretas e existam na nossa língua, é imprescindível para que possamos interpretar as mais diversas situações, visto que as duas tem significados diferentes.

Quando queremos dizer que um homem é uma má pessoa, dizemos que ele é um homem mau ou um homem mal? Quando alguém nos pergunta como está o clima na nossa cidade em um dia chuvoso, dizemos que o tempo “está mal” ou “está mau”?

Leia o texto a seguir para tirar todas as suas dúvidas e nunca mais errar na aplicação dessas duas palavras em sua escrita.

Significado de mau e mal

A palavra “mau” é classificada como um adjetivo.

Um adjetivo por sua vez são todas aquelas palavras que indicam uma qualidade ou característica de um substantivo. Exemplos de outros adjetivos são: bonito, rico, simpático, agressivo, contente, amável, louco, cansado, distraído, inteligente etc.

O significado da palavra mau é “aquele que se distingue por um caráter ruim” ou “aquele que faz maldades”.

Mau é o contrário da palavra bom, que por sua vez significa “aquele que expressa bondade”, “algo que expressa utilidade, que é apropriado”.

Todas as vezes que estivermos em dúvida se devemos utilizar a palavra mau, podemos substituir essa mesma palavra pelo seu antônimo “bom”. Se a frase fizer sentido, isso significa que mau deve ser utilizado e não mal.

Vamos tomar como exemplo a frase:

“O menino tem um mau comportamento.”

Se substituirmos o mau pelo bom, ficaria: o menino tem um bom comportamento. Ou seja, essa frase indica que o menino se comporta bem, é educado.

No exemplo anterior a frase, ao substituir o mau pelo bom, continuou fazendo sentido, demonstrando que “mau” estava certo. Agora, ao substituir o mau pela palavra bom na frase “ele é um homem mau casado” faz com que ela deixe de fazer sentido, já que nunca dizemos “ele é um homem bom casado”.

A palavra “mal” pode ser classificada como um advérbio (de modo), um substantivo ou uma conjunção temporal (utilizada com sentido de quando).

O mal significa aquilo que prejudica ou machuca, que causa danos ou prejuízo, mágoa e dor. Pode vir no lugar de uma tragédia, algo reprovável. Também é utilizada na religião para designar o Diabo, quando escrita em letras maiúsculas.

O mal é o contrário da palavra bem, que por sua vez significa aquilo que é adequado, de modo justo, sendo possível sua utilização em diversos sentidos como por exemplo de confortável: “essa camiseta ficou bem?” e no sentido de saudável, como em “o paciente está bem?”.

Para não errar na utilização do mal, podemos substitui-lo pela palavra bem, seu antônimo. Se a frase fizer sentido, a palavra mal está correta.

Vamos utilizar como exemplo a frase:

“Estou me sentindo mal de saúde.”

Ao substituirmos o mal pelo bem, ficamos com “Estou me sentindo bem de saúde”, ainda mantendo seu sentido. Mas na frase “É um mal dia para nadar” o sentido se perde, visto que não é correto dizer “É um bem dia para nadar.”

Diferença entre mau e mal

A principal diferença dessas duas palavras se encontra em seu significado e na sua aplicação. Enquanto um é um adjetivo (sinônimo de cruel, imperfeito, maligno, malvado, perverso) o outro pode ser utilizado substantivo, advérbio ou como conjunção temporal.

Quando devo utilizar mau com U

Mau com U no final deve ser utilizado no sentido de adjetivo, para caracterizar ou falar sobre a qualidade de algo ou alguém.

Devemos utilizar a palavra mau quando falamos de algo que é o contrário de bom, para se referir a alguém que é cruel e faz maldades, algo que vai contra as leis ou algo que é incorreto ou infeliz.

Quando devo utilizar mal com L

Mal com L no final deve ser utilizado no sentido de advérbio, conjunção ou substantivo. No sentido de advérbio utilizamos aos nos referir a algo que foi feito de uma forma errada, cruel ou ruim.

Como forma de conjunção, utilizamos para expressar algo que aconteceu de imediato, como quando dizemos “mal cheguei em casa e minha mãe já pediu que eu lavasse as louças.”

E, por fim, como substantivo, a palavra pode se referir a uma calamidade, uma doença, um dano etc. Um exemplo disso é: você me faz tão mal.

Estou passando mal ou mau?

Sabe quando você quer dizer que não está se sentindo muito bem de saúde, mas bate aquela indecisão: será que devo utilizar mal com L ou mau com U?

Para que você não tenha mais dúvidas, aqui vai a resposta definitiva, utilizando a substituição pelo seu antônimo para descobrir qual o correto:

  • Substituindo pelo bom: “Estou passando bom”.
  • Substituindo pelo bem: “Estou passando bem”.

E então, já sabe qual a forma correta?

A segunda frase, quando substituímos por bem, é aquela que fez sentido. Ninguém diz “estou passando bom”, certo? Portanto, a resposta correta é o antônimo de bem: o mal. Ou seja, quando quiser dizer que não está bem, use mal com L.

Que mau ou mal humor?

Mais uma vez utilizaremos da substituição para responder essa pergunta.

  • Substituindo pelo bom: “estou de bom humor”.
  • Substituindo pelo bem: “estou de bem humor”.

A resposta se encontra na primeira frase: o antônimo de bom, a palavra mau. Quando queremos dizer que estamos felizes, dizemos que estamos de “bom humor” e não de “bem humor”. Por isso, nesse caso, o correto é o mau com U.

Passei mal ou mau?

“Lembra aquele dia que estava um sol danado e eu passei…”, espera aí. Devemos completar essa frase com mal com L ou mau com U?

A substituição vem a calhar novamente:

Substituindo pelo bom: “Lembra aquele dia que estava um sol danado e eu passei bom?”

Substituindo pelo bem: “Lembra aquele dia que estava um sol danado e eu passei bem?”

A segunda frase é, claramente, a que faz sentido. Nesse caso então, toda vez que falamos sobre passar mal, devemos utilizar mal com L. Assim como na frase: o paciente passa mal/o paciente passa bem.

Foi mau ou mal?

Bom, nesse caso depende. “Foi” está aqui no sentido de qual ação?

Quando queremos falar no sentido de contrário a ir bem utilizamos mal com L. Exemplos:

“Foi mal na prova?”

Agora, quando queremos falar que algo foi o contrário de bom, dizemos:

“Tal pessoa foi mau garoto ou um bom garoto?”

Menos mau ou mal?

Mais uma vez nesse caso teremos que nos atentar ao significado daquilo que queremos dizer. Mal/mau está sendo o contrário de bem ou de bom?

Para o caso de menos mau/menos mal, podemos considerar que as duas maneiras podem ser corretas.

Menos mal deve ser utilizado para o contrário de mais bem. Um exemplo está na frase: Passei menos mal andando de trem do que de metrô.

Menos mau deve ser utilizado para o contrário de mais bom. Um exemplo está na frase: esse home é menos mau que aquele outro.

 

Diferença de mau e mal: Aprenda a usar corretamente
Avalie essa matéria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *