Quem foi Karl Marx: Resumo

Quem foi Karl Marx? Foi um escritor, filósofo, jornalista e revolucionário socialista de origem alemã. Publicou diversas obras em vida, mas ficou mais conhecido pelos livros O Manifesto Comunista, publicado no ano de 1848 e O Capital, um conjunto de livros publicados entre os anos de 1867 e 1894.

Ele é considerado um dos mais famosos influenciadores no quesito sociologia, história e economia e um dos principais autores da causa operária. Estudou nas universidades de Bonn e Berlim, lugares onde foi despertado o seu interesse pelas ideias dos jovens hegelianos (ou hegelianos de esquerda).

Seus trabalhos, juntamente com os de Friedrich Engels (1820 – 1895) deram origem ao Marxismo – um sistema ideológico que critica as ideias capitalistas – que inspiraram diversos movimentos sociais e influenciaram diversos políticos.

Resumo da vida de Karl Marx

Karl Marx nasceu em 5 de maio de 1818 na cidade de Tréveris, na época no Reino da Prússia. Sua família tinha origem judaica, mas seu pai Herschel Marx, apesar de descender de uma família de rabinos, se converteu ao cristianismo por conta de restrições a pessoas de etnia judaica na vida pública.

Ingressou na Universidade de Bonn, com o intuito de cursar Direito. No ano seguinte, foi transferido para a Universidade de Berlim, onde teve como professor o filósofo Georg Wilhelm Friedrich Hegel, cujo pensamento filosófico influenciava muito Karl Marx.

Foi nessa universidade que Marx perdeu o interesse pelo curso de Direito e decidiu voltar seus esforços acadêmicos para outro curso: a Filosofia. Em 1841 se tornou doutor em Filosofia e em 1842 se tornou redator-chefe de um jornal alemão chamado Gazeta Renana.

Lá ele conhece Friedrich Engels, um filósofo com o qual fez parceria para escrever diversos livros. Quando o jornal fecha, Marx decide mudar-se para Paris.

Em 1843, Marx se casa com a filha de um barão da Prússia, Jenny von Westphalen. Eles já eram noivos desde que Marx começou a vida universitária, mas como as famílias de ambos não concordavam com essa união, mantiveram segredo.

Desse casamento nasceram sete filhos, porém dois deles faleceram vítimas de doenças. Ao que tudo indica, suas mortes foram causadas pela situação precária em que viviam. Duas de suas filhas também se suicidaram, mas isso só iria ocorrer anos depois da morte de Marx.

Além disso, Marx também teve um filho com a empregada da família, Helena Demuth. Marx solicitou a Engels que assumisse a paternidade e esse o fez.

Marx, por estar envolvido em publicações que iam contra o governo alemão, foi expulso da França e da Bélgica. Por conta disso, parte para Londres onde continua seu trabalho.

Sua esposa morre em 1881. Marx falece dois anos depois, em 1883, por consequência de doenças respiratórias. É enterrado em Londres como um apátrida, ou seja, alguém que não tem nenhuma nacionalidade.

Marx dedicou sua vida aos estudos sobre economia política e socialismo e a escrever obras com suas reflexões. Uma de suas maiores parcerias aconteceu com Engels, com quem trabalhou até o fim de sua vida.

Quem foi Karl MarxOnde viveu

Karl Marx nasceu em uma cidade chamada Tréveris, parte do Reino da Prússia na época. Hoje ela é considerada uma cidade histórica alemã.

Frequentou duas universidades, uma localizada na cidade de Bonn e outra em Berlim, na Alemanha.

Quando perdeu seu emprego no jornal Gazeta Renana, se mudou para Paris onde assumiu a direção de uma revista.

Ao se envolver em publicações que criticavam o governo alemão, Marx foi expulso da França. Mudou-se então para Bruxelas, onde redigiu com Engels o livro Manifesto Comunista. Em 1848 é expulso da Bélgica também, tendo que se mudar para Londres, onde viveu até a sua morte.

Frases de Karl Marx

“Não é a consciência do homem que lhe determina o ser, mas, ao contrário, o seu ser social que lhe determina a consciência.”

“A história da sociedade até aos nossos dias é a história da luta de classes.”

“As revoluções são a locomotiva da história. “

“Uma ideia torna-se uma força material quando ganha as massas organizadas.”

“A propriedade privada tornou-nos tão estúpidos e limitados que um objeto só é nosso quando o possuímos.”

“Os trabalhadores não têm nada a perder em uma revolução comunista, a não ser suas correntes.”

“O trabalho não é a satisfação de uma necessidade, mas apenas um meio para satisfazer outras necessidades.”

“Horrorizai-vos porque queremos abolir a propriedade privada. Mas em vossa sociedade a propriedade privada já está abolida para nove décimos de seus membros.”

Livros e teorias de Karl Marx

Alguns de seus livros mais famosos são:

Manifesto Comunista (1848)

O Capital (1867 a 1894)

A Sagrada Família (1845)

Trabalho Assalariado e Capital (1849)

Manuscritos Econômico-filosóficos (1844)

Miséria da Filosofia (1847)

Suas principais teorias são ligadas ao socialismo e a ineficiência do capitalismo. Ele defendia que a sociedade estava dividida entre a classe dominante e a classe dominada, ou seja, aqueles que possuíam e aqueles que não possuíam.

A teoria marxista é uma dura crítica ao capitalismo e criou as bases da doutrina comunista, sendo estudado até hoje por sociólogos, políticos e econômicos.

O Estado para ele representava apenas os interesses da classe dominante. Também fez duras críticas a religião, dizendo que ela desresponsabilizava o homem das consequências de seus atos.

Suas ideias impactaram profundamente a história do homem. Há muitos seguidores de suas obras até hoje e estes tentam adaptar suas ideias para essa nova era. Alguns o consideram o fundador da sociologia moderna, deixando legados imensuráveis para a ciência social.

Principais obras de Karl Marx

Manifesto Comunista – foi publicado em 1848 e é um dos tratados políticos mais influentes da história mundial. Foi escrito por Karl Marx e Friedrich Engels. Fala sobre as opressões sociais durante os séculos e critica a burguesia e a produção capitalista.

Também apresenta diversas ideias do comunismo, o socialismo científico, a propriedade privada e motiva a luta dos operários por melhores condições de vida.

É desse livro que saiu uma das maiores frases da luta de classes: Trabalhadores do mundo, uni-vos!

O Capital – é um conjunto de livros publicados entre 1867 e 1894. É considerado o início das ideias socialistas marxistas. É uma leitura difícil por conter diversos conceitos sobre economia que são complexos de compreender.

É um livro que se esforça para fazer uma profunda investigação sobre as relações econômicas. Ele se divide em três volumes: o processo de produção do capital (1867), o processo de circulação do capital (1885) e o processo global da produção capitalista (1894).

Marx só viveu para ver o primeiro livro ser publicado. Os outros dois foram publicados pelo seu parceiro e colaborador, Engels.

O objetivo da obra, segundo seu prefácio, era “revelar a lei econômica do movimento da sociedade moderna.”

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *