Trava língua do folclore Brasileiro

Um dos aspectos mais interessantes da nossa cultura é o trava língua folclore brasileiro. Não se sabe ao certo quando de fato surgiram, mas essa tradição vem sendo mantida a cada nova geração.

O trava língua além de ser uma brincadeira divertida e desafiadora, passou a ser utilizada como recurso para o estudo da língua portuguesa nos primeiros anos escolares e também para exercícios indicados por fonoaudiólogos com o intuito de melhorar a dicção.

É difícil quantificar quantos trava línguas existem atualmente em nosso folclore, pois temos uma grande diversidade de exemplos de trava língua que são fáceis, curtos, grandes e difíceis.

A questão é nem se lembrar de todos os trava língua e sim pronunciá-los sem trocarmos as sílabas…

 O que é um trava língua?

Basicamente, o trava língua é uma frase formada por palavras muito parecidas que apresentam certa dificuldade de pronuncia.

Leia Também:

trava lingua do folclore brasileiro

A brincadeira em si, consiste em ler uma dessas frases, decorar e em seguida pronunciar numa entonação de fala mais rápida do que o normal, no entanto, não pode haver troca de sílabas e nem erros de dicção.

A parte divertida dessa brincadeira são os frequentes erros de articulação das sílabas, o que acaba provocando sons engraçados (cacofonia) e por consequência provoca o riso dos brincantes.

Trava língua do folclore Brasileiro

O folclore brasileiro possui uma grande quantidade de trava-línguas, seguem alguns exemplos mais conhecidos:

“O rato roeu a roupa do rei de Roma”; “Três pratos de trigo para três tigres tristes.”, “O sabiá não sabia que o sábio sabia que o sabiá não sabia assobiar.”, “O peito do pé de Pedro é preto. Quem disser que o peito do pé de Pedro é preto, tem o peito do pé mais preto do que o peito do pé de Pedro.”.

“Embaixo da pia tem um pinto que pia, quanto mais a pia pinga mais o pinto pia!”, “O doce perguntou pro doce/Qual é o doce mais doce/Que o doce de batata-doce/O doce respondeu pro doce/Que o doce mais doce que/O doce de batata-doce/É o doce de doce de batata-doce.”

Trava línguas curtos

 Os trava línguas curtos são mais indicados para brincar com as crianças, isso vai permitir melhorar a memória e a fala. Seguem alguns exemplos:

“Fia, fio a fio, fino fio, frio a frio.”, “O pelo do peito do pé do Pedro é preto.”, “Pedro pregou um prego na porta preta.”, “Bote a bota no bote e tire o pote do bote.”.

“Quem a paca cara compra, paca cara pagará.”,

“Fala, arara loura. A arara loura falará.” e “Atrás da porta torta tem uma porca morta”.

Trava línguas fáceis

Alguns exemplos de trava língua fáceis:

O Tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem, o Tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo quanto tempo, tempo tem.”

Atrás da pia tem um prato, um pinto e um gato. Pinga a pia, apara o prato, pia o pinto e mia o gato.”

A vida é uma sucessiva sucessão de sucessões que se sucedem sucessivamente, sem suceder o sucesso.”

Trava línguas difíceis

Seguem exemplos de trava-línguas difíceis:

“Num ninho de mafagafos há sete mafagafinhos. Quando a mafagafa gafa, gafam os sete mafagafinhos.”

“A aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha. Nem a aranha arranha a rã. Nem a rã arranha a aranha.”

“Se percebeste, percebeste. Se não percebeste, faz que percebeste para que eu perceba que tu percebeste. Percebeste?”

“Sabendo o que sei e sabendo o que sabes e o que não sabes e o que não sabemos, ambos saberemos se somos sábios, sabidos ou simplesmente saberemos se somos sabedores.”

O trava língua folclore é sem dúvida um divertido jogo de palavras que pode ser feito por qualquer pessoa independente da idade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *