Psicologia das cores: Descubra o significado das cores

A psicologia das cores tem estudado os principais fatores que levam as cores a ter influência sobre nossos sentimentos, emoções e escolhas. E, principalmente, investigar o tipo de ação que predomina para cada cor.

O conhecimento sobre as cores pode vir a ser muito útil para o desenvolvimento de várias áreas profissionais. E é através da sua psicologia que podemos entender, por exemplo, por que o Natal é marcado pelas cores verde e vermelho, enquanto o halloween, tons laranjas e roxos.

As cores e a influência que elas tem sobre nós, já é amplamente usado como marketing para atingir determinados públicos alvos. Afinal, muitos consumidores deixam de comprar ou decidem adquirir um produto movido pela sua cor.

Então, para entender melhor essa psicologia das cores, vamos conferir suas características e os significados por de trás das cores.

Psicologia das cores: quais as características?

Para quem quer estudar a psicologia das cores e se tornar expert no assunto, o primeiro passo é compreender como as cores podem ser classificadas e quais características suas interações podem causar quando harmonizadas.

cores

Leia Também:

O principal objeto de auxílio é a Color Wheel, uma roda de cores primeiramente esboçada por Isaac Newton que serve como ferramenta para ordenar as cores.

Dessa forma, as cores podem ser divididas em frias e quentes onde temos as cores primárias: amarelo, vermelho e azul; as secundárias: verde, roxo e laranja; e as terciárias que são formadas pela combinação das duas primeiras.

Assim, os tons de cores quentes transmitem emoções fervorosas e urgentes e podem refletir felicidade e amor, enquanto os tons frios, são utilizados por terem um caráter mais profissional e neutro.

As cores tem uma gama de características que podem ser afetadas devido a mudança do seu uso. Veja: um quarto que possuí as quatro paredes pintadas da mesma cor, parece um ambiente muito mais fechado e abafado do que um quarto que possuí uma das paredes de uma cor diferente ou branca.

Logo, a iluminação de um cômodo, as dimensões de uma sala, a temperatura de um lugar e peso de objetos, podem trazer ao expectador, ideias e sensações diferentes conforme as cores utilizadas.

Significados das Cores na Psicologia 

Confira o significado por trás de algumas cores e ao que elas estão relacionadas na Psicologia das cores:

psicologia das cores

Verde: O verde representa natureza e equilíbrio. Ele pode trazer uma sensação de anti-stress e representa abundância e fertilidade. O verde também está relacionado a sorte e fortuna e pode remeter ao pacífico e gentil.

Azul: Já o azul está sempre ligado a paz pela segurança e tranquilidade que transmite. Ele traz um sentimento de leveza e profundidade. O azul traz confiança e lealdade, utilizada como símbolo de esperança e espanta males.

Roxo: O roxo intensifica a profundidade do azul, por isso seu significado está ligado a criatividade, espiritualidade e mistério. A cor da realeza, o roxo instiga a solução de problemas e indica sucesso.

Laranja: O laranja é sinergia! Representa juventude, inovação e extravagância. Chama atenção e é amigável e convidativo, por isso tão presente em lojas em liquidação.

Amarelo: O otimismo traduzido pelo amarelo traz clareza e transparência. Geralmente usado para chamar atenção para avisos e detalhes importantes. Pode despertar alegria e comunhão.

Vermelho: O vermelho é dinâmico, ousado e agressivo. Também pode significar perigo e emergência e traz a quem vê, sensação de necessidade imediata! É que com tanta urgência transmitida pela cor, sentimos que não há muito tempo para pensar e fazer! Por isso, o vermelho é atrativo e rápido.

Espero que tenhamos ajudado com as informações sobre a psicologia das cores que trouxemos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *